Luz natural


A foto representa um pouco do que gostaria de falar neste post. O uso da luz natural.

A utilização de luz natural é algo cada vez mais recorrente na arquitetura e no design interno, isso porque a luz natural contribui para reduzir o consumo de energia elétrica. Já se sabe, por exemplo que existem edificações que tiram o melhor proveito da luz natural para iluminar os ambientes podendo obter reduções no consumo de energia elétrica na ordem de 40%.

Contudo, é preciso tomar cuidados com a utilização da iluminação natural, porque as aberturas que dão entrada para a luz do sol devem ser controladas a fim de evitar ofuscamento e calor em excesso, ou seja, um ambiente que é pensado para se tornar claro e aconchegante, não pode torna-se uma estufa, onde ninguém consegue sequer abrir os olhos.

Logicamente que tudo começa no projeto arquitetônico, que deve identificar a orientação solar do terreno, o que é fundamental para garantir insolação adequada em toda a casa, mas em uma reforma o designer de interiores pode e deve levar em conta a utilização da iluminação natural sempre que possível.

Para isso, compartilho um pequeno esquema, mas que é de grande ajuda na hora de pensar sobre a influência da luz solar no imóvel. Lembre-se que o sol nasce no leste e se põe no oeste.

Dessa maneira, o ideal é deixar os espaços onde é importante ter temperaturas agradáveis, como os quartos ou salas, voltados para leste, sendo que sudeste e nordeste também são boas opções. Assim, estes ambientes receberão os raios mais amenos da manhã, sem aquecer em demasia o ambiente.

Após o meio dia, o sol esquenta bastante os cômodos localizados na face oeste, aquecendo-os para o período noturno, o que é ideal para os cômodos que não são ocupados por um longo período de tempo, como banheiros, cozinha e lavanderia. Já em cidades tradicionalmente frias, como algumas no sul do país, recomenda-se destinar essa parte da casa para os quartos.

A utilização de claraboias é uma opção muito bem vinda, para quartos, banheiros e closet e podem ser projetas de forma a influenciar a entrada da luz natural.

Essas intervenções e cuidados considerados relativamente simples podem e devem ser implementados tanto em novos projetos quanto em reformas, porque diminui o custo de manutenção do sistema de iluminação artificial, bem como da climatização de ambientes e, consequentemente, tornam o ambiente sustentável e agradável.


 Sobre o blog: 

 

Felipe é designer e está à frente do Estúdio Almeida desde 2014. É apaixonado pelo design, pela natureza, pela arte indígena, pelo encontro do clássico com o contemporâneo. Movido por sua bagagem cultural, compartilha neste espaço acontecimentos, ideias e projetos sobre  Decor, Arte e Design.

 Siga: 
  • Facebook B&W
  • Instagram B&W
  • YouTube - Black Circle
 POSTS recentes: 
 procurar por TAGS: 
Nenhum tag.